sexta-feira, março 31, 2006

Eu sempre digo e cada vez mais tenho certeza: A Alanis Morissette rouba idéias de dentro na minha alma para escrever as músicas dela. Essa aí é simplesmente o resumo da minha relação com a minha irmã. Eu já cnheço essa m´´usica há um tempinho mais só hoje prestei atenção na letra.

Sister Blister
Alanis Morissette


You and me we're cut from the same cloth

it seems to some we famously get along
but you and me are strangers to each other
cuz you and me:competitive to the bone

such tragedy to trample on each other
with how much we'veendured
with the state this land is in

you and me feel joined by only gender
we are not all for one and one for all

sister blister we fight to please the brothers
we think their acceptance is how we win
they're happy we're climbing over each other
to beg the club of boys to let us in

you and me estranged from the mother
you and me have felt impotent in our skin
you and me have taken it out on each other
you and me disloyal to the feminine

such a pity to disavow each other
with how far we've come
with how strong we've been

you and me are on this pendulum together
you and me with scarcity still fueling

sister blister we fight to please the brothers
we think their acceptance is how we win
they're happy we're climbing over each other
to beg the club of boys to let us in

we may not have priorities same
we may not even like each other
we may not be hugely anti-men
but such a cost to dishonor a sister

you and me have made it harder for the other
we forget how hard separatism has been
you and me we can help change their minds together
you and me in alignment until the end

sister blister we fight to please the brothers
we think their acceptance is how we win
they're happy we're climbing over each other
to beg the club of boys to let us in

Para aqueles que não sabem, eu e a minha irmã não somos o que se pode chamar de amigas - não que eu me orgulhe muito disso - mas acontece que as vezes a convivência é insuportável, outras é até deveras agradável. Mas ela é a única pessoa que consegue despertar os meus instintos assassinos com maiores requintes de crueldade...As vezes a gente morre de rir uma da outra também, há compensações. Mas a música já diz bastante.

*** ¨***

Tá, agora tá tudo bem no namoro.

*** ***

Estou em nkt e não consigo nem visualizar os comentários e nem comentar, o Oliver simplesmente não permite o Haloscan. Domingo passo em todos vcs, estarei voltando para CF de manhã. BJOS!

quinta-feira, março 30, 2006

Mandaram um brasileiro pro espaço.

Bom, pelo menos dessa vez foi literalmente.

*** ***

EU NÃO ACREDITO. Agora, além de não acharmos fachineira mais, a luz da cozinha simplesmente resolveu que não vai mais acender. De novo. E uma tomada no quarto que não é meu parou de funcionar. Simples assim.
O eletricista vem aqui amanhã. Espero que seja pela última vez.

(Quem souber de uma faxineira boa e não muito cara pode me passar o número que estamos à caça de uma.)

*** ***

Estou de férias. Inacreditável!

Queria tirar férias com meu namorado, apesar de estar ainda um pouco chateada e com resquícios da vontade de tirar férias dele. É muito ruim não poder ficar ao lado dele, ter sempre um horário marcado pra isso...
É duro ter tantas responsabilidades na vida, ainda mais quando elas impossibilitam logo isso...

*** ***

Tchau!

terça-feira, março 28, 2006

Ai, vida...

Afinal, o tal resultado não saiu e nem tem data para sair, o lance é ficar aqui sendo cozinhada mesmo, e morrendo de ansiedade...

E o telefone da faxineira não atende, será que ela mudou e não avisou? Será que todos os problemas do 305 começarão de novo?

E eu tô meio chateada por uns motivos aí, mas é como a minha avó disse: "Não adianta, as pessoas não mudam, a gente que se deixa fazer de bobo, acha que 'ah, o amor vai mudar tudo' ou que a pessoa vai ter força de vontade para mudar tudo, mas no fim a gente vê que o que aconteceu mesmo é a gente se acustumar com a mesma 'M' de sempre"...
Ou seja, no fundo pode ter sido só eu que me acustumei a agora fico chateada de me deparar com a realidade, ainda que ela esteja um bocado diferente do que era antes, é a mesma realidade, só que menos "espetaculosa"...

Mas o que vale mesmo desse post é a pérola que a minha avó paterna soltou ontem na comemoração de niver da minha 'manhê', que fez 46 anos:
Vó Lúcia: - Como era mesmo o nome daquela banda do Ney Matogrosso? Ai, gente... Ah! Era Carne Seca?!??!?!?
Vó Nilce: - Não Lúcia, Secos e Molhados!!!!
Puuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuttttttttttzzzzzzzzzzzzzzzz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, março 24, 2006

POST COMUNITÁRIO
- ORIGINALE DO BRASIL by Micha -

TEMA: Amor X Sonho. Você se mudaria para outra cidade ou país em busca de um sonho (trabalho, estudo...) e deixaria um grande amor para trás? Já passou por essa experiência? Como agiu? Conhece alguém que já passou por essa situação?

Engraçado o tema desse tópico ser esse porque esse final de semana mesmo eu estava discutindo isso com meu Digníssimo namorado...

Não era sobre nós especificamente, mas sobre a minha irmã, cujo namorado voltou para sua terra de origem, no Nordeste, sem previsão de retorno, provavelmente sem retorno. Triste, mas eles só namoravam há uns sei lá, 6 meses? Não era aquele grande amor, mas mais por falta de tempo, de encontro, sem querer desmerer, é claro.

Aí eu perguntei pro Namoradoperfeito o que a gente faria na mesma situação,ou numa situação dessas...
Claro, não gostei da resposta que recebi. Ele disse que se tivesse que ir pra algum lugar longe, que a gente quase nunca pudesse se ver, se falar, se ele fosse trabalhar e ficar totalmente ocupado, ele preferiria terminar porque não ia querer me deixar triste e sozinha, me prender e tal...

Mais claro que eu pensei "Nossa, que amor é esse, né?", mas deixei quieto. Depois fiquei pensando, pensando, pensando... E esse post veio a calhar como a oportunidade de eu dizer o que eu penso...

Primeiro, nenhum dos meus sonhos a príncipio se localizavam em território tupiniquim. Eu achava que só poderia ser feliz na Austrália, Nova Zelândia, Inglaterra, Escócia, França, Itália... Achava que iria para lá com uma mão na frente e outra atrás e lá acharia quem reconhecesse o meu talento como escritora, editora, tradutora e faria assim muito dinheiro. Achava que só lá encontraria alguém que veria a minha "verdadeira beleza e a minha fascinante personalidade" sem ligar para os padrões estéticos que me deixaram encalhada por anos sem fim e eu teria um príncipe encantado lindo, deus-grego-forte-louro-dos-olhos-azuis, gringo, apaixonado e seria feliz para sempre...

Evidentemente esse sonho era bobo demais. Sem base, até. E o príncipe enfim veio, moreno, bonito-o-suficiente-para-não-chamar-tanta-atenção-assim, nativo de São Gonçalo e apaixonado, e eu FUI feliz para sempre... pelo menos até esse exato momento ESTOU feliz para sempre... E os meus sonhos passaram a se localizar mais nos lugares por onde eu passo mesmo...

Mas seu eu tivesse que ir para algum lugar em busca de um dos velhos sonhos, de uma oportunidade irrecusável de realizá-los, eu iria. Afinal, que tipo de amor é esse que te amarra num lugar, que corta as suas asas? Eu iria, mas não terminaria. Nem deixaria "em aberto" como a minha irmã. Afinal, se é um grande amor, ele preenche o espaço físico-material imposto pela distância e sobrevive. Eu discordo totalmente do meu namorado nesse ponto e acho a opinião dele sem sentido, pq se ele terminasse cmg por esse "motivozinho" sem nem mesmo tentar para ver no que dá, eu ia descobrir que tudo bem, esse não era o grande amor que eu pensava estar deixando um pouco atrasado... Porque quem ama de verdade supera esse tipo de coisa. Não sei se estou sendo muito utópica nesse ponto de vista mas pra mim amor é utopia. É para amar pra valer, com tudo, pela metade não vale. E eu ia muito gostar que alguém me amasse tanto que me deixasse realizar os meus sonhos e poder voltar depois deles, ou ir comigo atrás deles...É isso...

*** ***

Tô praticamente de férias agora! Só falta mais uma única última aula quarta feira que vem para isso se oficializar.

*** ***

DROGA! O resultado da prova só sai semana que vem!!!!

*** ***

O eletricista tá aqui nesse exato momento. Ó, serão todos os problemas desse 305 resolvidos?

quarta-feira, março 22, 2006

We Be Burnin' (Legalize it) [Unedited Version] - Sean Paul

Just gimme di trees and mek we smoke it yo (Smoke it yo!)
It a mek we peace so don't provoke it yo (Voke it yo!)
We nuh need nuh speed so we nah nuh coke it yo (Coke it yo!)
Set yuh mind at ease we gotta take it slow

Verse 1:
So when yuh see di S.P. floatin don't provoke him
Cau di weed weh we smokin need fi soakin
Fastin fi di medication, and di best hygrade a Jamaican
When we a bun a weed we supportin and promotin
Lau di crack and di coke ting yeah we smoking
Herb a di healin of di nation
Legalize it right now we gwaan blaze one

Chorus:
Everyday, we be burnin not concernin what nobody wanna say
We be earnin dollars turning cau we mind deh pon we pay
Some got gold and all dem diamonds all we got is Mary J
Legalize it, time to recognize it

Verse 2:
This purple haze it mek mi crazy
Mek mi write new tune yeah dat's what pays me
Cau dat not di only occupation
Goin to get some I give yuh medication
When a farmer grows it he knows to close it
Economical benefit help fi those who a fi deh yah pon di hard jugglin
Cau di system only keep man struggling
Studyin people a use it don't abuse it
Cau di concentration well reputed
Dat's why herb man dem a di wise one
And it found on di grave of King Solomon
And it good fi di eye sight and di chest sight
And it give yuh nuff inside just gimme di light
And, mek we blaze it we should a neva waste it

Chorus:
Again, we be burnin not concernin what nobody wanna say
We be earnin dollars turning cau we mind deh pon we pay
Some got gold and all dem diamonds all we got is Mary J
Legalize it, time to recognize it

Bridge:
Just gimme di trees and mek we smoke it yo (Smoke it yo!)
It a mek we peace so don't provoke it yo (Voke it yo!)
We nuh need nuh speed so we nah nuh coke it yo (Coke it yo!)
Set yuh mind at ease we gotta take it slow

Verse 3:
So when yuh see di S.P. floatin don't provoke him
Cau di weed weh we smokin need fi soakin
Fastin fi di medication, and di best hygrade a Jamaican
Cau we know it as a great ting no debatin
While incarceratin true dem hatin
Cau dem don't waan see we a remain calm
Even though dem condemn

Chorus:
Everyday, we be burnin not concernin what nobody wanna say
We be earnin dollars turning cau we mind deh pon we pay
Some got gold and all dem diamonds all we got is Mary J
Legalize it, time to recognize it
Again, we be burnin not concernin what nobody wanna say
We be earnin dollars turning cau we mind deh pon we pay
Some got gold and all dem diamonds all we got is Mary J
Legalize it, time to recognize it


Ok, ok, ok... Essa música é legalzinha... Mas pra que foi mesmo que eu estudei inglês por 8 anos???
Muitas e muitas horas de estudo.
Muito, mas muito dinheiro investido.
Ler a letra da música e simplesmente contuinar não entendendo quase que porra nenhuma: Não tem preço.

Falando em Inglês, hoje fiz outra prova, outra tentativa de emprego. Não sei se fui bem ou mal. Não quero ficar muito otimista dessa vez tb, até pq reconheço que havia questões complicadas em número o suficiente para me deixar bolada. Mas vamos começar a torcer, galera?

terça-feira, março 21, 2006

= Momento revolta inútil ON =

Não adianta, EU NÃO ME CONFORMO.

Mulherzinhas foi o primeiro livro "livro de verdade" que eu li. Foi um ótimo começo, é um clássico. Até hoje esse livro, da Louisa May Alcott, é um dos meus favoritos inesquecíveis. A história das 4 irmãs March é fascinante. Josephina, a segunda mais velha, é uma das personagens que mais me marcaram na vida, e até hoje eu tenho muito dela em mim.

Ontem eu vi - de novo - o filme, que se chama Adoráveis Mulheres, e não faz nem um pouquinho de jus à obra. Só o que vale nele é o fato da Jo ser interpretada pela Winona Rider, que era simplesmente... a Jo! Antes mesmo de saber da exitência do filme, eu já colocava a atriz nesse papel, foi uma das seleções mais perfeitas num filme. Me revoltei vendo o filme, como sempre, mas assisti, pra me lembrar de novo do livro, de alguns fatos dele. Não tinha nada passando na tv mesmo. E eu me lembrei de que realmente amo essa história...

MAS NÃO ADIANTA! O QUE MAIS ME REVOLTA é a Jo não ter ficado com o Lourenço no final!!!!!!! Até hoje eu não superei isso, mesmo tendo a própria o feito e sido muito feliz nos braços de outro! Eu nã concordooooooooooooooo! Foi nada a ver!!! A minha heroína ter dado o toco bonito no mocinho mais fofo que eu já li é algo que até hoje - 10 anos depois - está entalado na minha garganta! Jo, sua burra!!

= Momento revolta inútil OFF =



segunda-feira, março 20, 2006

Rapidinhas

>>> Agora só falta trocar o chuveiro queimado do 305. Gente, esse apê é assim mesmo. Tudo resolveu que ia quebrar ao mesmo tempo, é o caos. Várias lâmpadas queimam, estavamos desde dezembro sem máquina de lavar e desde fevereiro sem geladeira. Quando o chuveiro queimou agradeci por pelo menos estarmos no verão niteroiense insuportavelmente quente. Quase pensei que estavamos a poucos passos de por fim nos conformamos com a situação, abdicarmos desses bens materiais de vez e nos tornarmos hare-khrishnas! Mas fomos salvas desse destino! Provavelmente haverá uma reforma da parte elétrica pré-histórica do 305, pois segundo o técnico que nos visitou, o problema é de "junta" (junta tudo e joga fora), e depois que o notebook da Larissa queimou devido a um pique de energia, a situação mostrou-se insustentável.

>>> Nunca mais passarei meu sábados em Cabo Frio. Tá, não é bem assim. É que entrei pro Curso Técnico de Tradução do Senac - RJ, e as aulas são exatamente nesse dia da semana, de 8 as 17h. Que triste, mas tenho a compensação de namorar no que resta desse dia, e também vou ver se semestre que vem eu posso trocar para o meio da semana... Já fui na primeira aula e adorei!

>>> Niterói está definitivamente no meu coração. Eu a amo e não tem mais como negar a ela essa posição. Sábado, voltando do curso no Rio, ainda entupida de ter feito um lanche muito pesado, bolsa toda pesada da papelada lá distribuída, cabelo bagunçado pelo vento, percorrendo ruas vazias e desconhecidas, com a chuva começando a cair, assim que vi o bus pra Nkt surgir na rua pensei "Ufa...", e assim que entrei nele e ele se pôs a caminho, veio aquela mesma snsção que eu tenho quando estou no bus de baldeação quase chegando em CF, aquela sensação de "está tudo bem porque eu estou INDO PRA CASA"... e quando estavamos na ponte tinha um arco-íris lindo sobre Nkt... sobre toda ela... e aí veio "é ou não é perfeita a MINHA cidade?"...

>>> Estou em Cf nesse momento.

sexta-feira, março 17, 2006

Hoje estou feliz, porque finalmente a geladeira e a máquina de lavar nova do 305 chegaram.

A vida é muito melhor com água gelada e roupas limpas a qualquer hora!

quinta-feira, março 16, 2006

Não sei quantos de vocês realmente torceram para aquilo que eu queria no último post acontecesse, mas eu agradeço aos que o fizeram.

Não sei o que imagiram que pudesse ser mas... It was a job, and I didn't get it...

Só sei que tô triste, decepcionada comigo mesma, e morrendo de vontade de ter pego uma carona pra Bahia também, quem sabe lá...

Só sei que hoje corri toda a Froes e fui do começo da Praia de Icaraí até o final da se São Francisco, e talvez agora, depois do banho, tenha enfim digerido a informação.

Doing what you like is always the hard way.
The problems is... the hard way is SO FUCKING HARD.
I get why people quit it now. But not me, NOT THIS TIME.

segunda-feira, março 13, 2006

Primeiro, eu queria falar que estou muito triste.
Triste porque abri minha caixa de emails tarde demais e perdi a despedida de uma pessoa maravilhosa, que vai pra muito longe. NI, linda... Por você eu estou feliz, tá! Porque sei que agora é que tudo vai começar pra ti, e sua vida vai dar uma super guinada pra muuuuuuito melhor, espero! Só fico caidinha pq queria ter tidos mais oportunidades de curtir a sua presença. Te adoro de montão! Espero que tenham se divertido sem mim!

Outra coisa que estou insatisfeitíssima foi que o Oliver, lá em Nikity City, não deixou que eu publicasse o meu post do post comunitário da Micha sobre comunidades do Orkut, e eu fiquei muito aborrecida.

Depois, queria pedir um milhão de desculpas para todos aqueles a quem não pude responder ou visitar para deixar um carinho.

E, chegando ao fim desse discurso de político (honesto, viu!), quero dizer que estou esperando uma novidade que está me deixando ocupada demais na vida real! Gente, torçam por mim essa semana porque é muito importante! Conto depois pra vcs!

Um beijão para todos, queridos, me despedirei com uma música que eu não consigo parar de cantar, porque é linda, e para quem sabe ouvir com o coração, uma lição...

Vivo

Precário, provisório, perecível;
Falível, transitório, transitivo;
Efêmero, fugaz e passageiro
Eis aqui um vivo,
eis aqui um vivo!

Impuro, imperfeito, impermanente;
Incerto, incompleto, inconstante;
Instável, variável, defectivo
Eis aqui um vivo, eis aqui...

E apesar...
Do tráfico, do tráfego equívoco;
Do tóxico, do trânsito nocivo;
Da droga, do indigesto digestivo;
Do câncer vil, do servo e do servil;
Da mente o mal doente coletivo;
Do sangue o mal do soro positivo;

E apesar dessas e outras...
O vivo afirma firme afirmativo
O que mais vale a pena é estar vivo!
É estar vivo
É estar vivo

Não feito, não perfeito, não completo;
Não satisfeito nunca, não contente;
Não acabado, não definitivo
Eis aqui um vivo, eis-me aqui.

(Lenine - Esse é o cara!)

segunda-feira, março 06, 2006

I'll ALWAYS COME BACK...

Como vocês sabem, o ano nesse país só começa depois do Carnaval, e desde que o referido feriado e seu subsequente "enforcado" findaram-se ontem... Feliz Ano Novo para todos!!

E onde estive eu nesses últimos dias? Vou contar, sim senhores, foi o seguinte:

Eu passei o Carnaval com meu Dignissímo em Nkt, foi ó-te-mo!!! Eu, para os que não sabem, não sou adepta do comum "o que importa é pular Carnaval" que impregna o coração nacional nessa data. Acho Carnaval um saco, só vale mesmo pelo feriado. Não curto blocos, axé, multidão, escola de samba - nem torço por nenhuma! Odeio o tumulto causado por todos os doidos sem nada pra fazer que invadem CF e por isso, prefiro fazer um "retiro" para Nkt, onde, numa segunda-feira de Carnaval, é possível sentar no chão da Av. Gavião Peixoto e esperar um carro passar. Tranquilidade ao lado do namorado não tem preço, geladeiras quebradas e sorvetes porcaria de 1 real à parte.

E, ainda indo na contramão do fluxo dos enormes engarrafamentos típicos do feriado, quinta feira viajei com minha família para um lugar gostosissímo chamado Conservatória, "A Cidade dos Seresteiros", onde todo mundo canta e toca violão. Ficamos 4 dias num hotel fazenda lá, o Rochedo, e foi muito legal, voltei ontem para minha casinha em CF.

Então, tirei hoje, o primeiro dia útil do ano, para contar-lhes esses feitos e dizer que agora não tem escapatória, tenho que começar de vez as mudanças que prometi fazer na Virada de 2006, principalmente depois dos prováveis 4 quilos ganhos ao longo dessas férias e de não ter lido nada nesse último mês.

Ah, queria dizer também que além de hoje ser o marco do começo definitivo do ano, hoje também é um dia muito especial. Hoje a minha mãe voltou a trabalhar, coisa qu estava impossibilitada de fazer desde o começo do ano passado, devido à varios problemas de saúde e depois do câncer de mama que surgiu no segundo semestre de 2005. Fim de uma etapa também... agora ela está boa, recuperada e melhor do que nunca! Pena que continua uma chata - como todas as mães sabem ser, hehe... Brincando, estou muito feliz disso ter passado e estar tudo dando certo, só tenho a agradecer a Deus por isso!

Para quem ficou curioso, a minha amiga-irmã é a Mônica. Nos conhecemos a mais de 7 anos no colégio ainda, e apesar de nos últimos dois termos estado um pouco - na verdade até mesmo um muito - afastadas, continua no meu coração. E ela ainda não voltou com o namorado. Tá que nem uma pateta esperando ele voltar, ao invés de investir no amor próprio e tomar uma atitude de mulher que ela ainda não descobriu que é. Uma pena... Mas fazer o quê, ainda que mais velha de idade, ela é minha irmãzinha caçula de cabeça, e tenho que cuidar, porque a amo muitão apesar dos pesares da vida...

Hoje devo fazer a inscrição de matérias na facul, já que o 5º período já tem data pra começar - é dia 17 de abril, depois das férias da reposição.

Então é isso, senhores, acho que nada mais tenho a dizer, a não ser muito obrigado aos que vieram aqui na minha ausência (senti saudade de vcs também!) e um beijo grande pra todos!!!!