segunda-feira, setembro 26, 2011

O DRAMA DO CELULAR

Algo me dizia que celular muito moderno só dava problema e por isso eu sempre mantive um aparelho desses caídos mesmo, sem nada demais, no máximo com câmera - que nem isso eu usava muito!

Por fim resolvi comprar um celular bacana, entusiasmada pelo namorado!
Após muito pesquisar e analisar, resolvi comprar um SAMSUNG GALAXY 551!
Vejam como ele é bonitinho:

 E além de bonito ele também é cheio de funcionalidades que eu cheguei a conclusão que facilitariam o meu dia-a-dia em vários aspectos! Até mudei para Vivo para fazer um plano de Smartphone junto com o namorado, e assim poder usufruir do aparelho totalmente.

O que era para ser solução já começou com dor de cabeça!

Eu, que até então super considerava a Submarino uma das lojas nas quais confiar, descobri que não existe loja virtual infalível (bom, até agora só a Saraiva encontra-se imbatível, pois não tive nenhum problema com eles AINDA), pois, vejam só: O MEU PEDIDO FOI ENTREGUE... SÓ QUE PARA MIM É QUE NÃO FOI!!

Meu pedido contsa como entredue desde o dia 14  e desde o dia 18, que foi quando esse status apareceu no site, eu estou tentanto descobrir onde que foi parar o meu celular e os dois livros que eu comprei junto com ele!

Toda vez que você liga para a Submarino, depois de ficar no mínimo 25 escutando aquele robô infeliz dizer "Bem vindo blablabla dentro de alguns minutos você será atendido por um de nossos tripulantes blablabla" (alguns minutos my ass!) - isso se a sua ligação não cair e se você não tiver que fazer outras coisas e precisar desligar - você fala com um funcionário que simplesmente NÃO RESOLVE NADA DE NADA. Só fica um jogo de empurra "vamos contatar a transportadora", "vamos verificar sei lá o que", "vamos retornar com um posicionamento" e por fim, estou aqui eu até hoje sem o celular! Os funcionários não tem posicionamento nenhum e ninguém tem uma resposta definitva em relação a situação!

 Não adianta tentar email, eu já mandei sexta passada e até agora estou a ver navios! Ajuda Online está sempre lotada ou fora do ar.

O PIOR: Eles dizem que foi entregue e tem até um nome e uma assinatura lá na transportadora, mas o problema é que essa pessoa simplesmente não existe, é alguém totalmente alheio e não trabalha no meu prédio, ou seja: eles entregaram para qualquer um o meu celular e agora batem o pé que foi aqui!

O meu porteiro, coitado, tá com aquela cara de "cachorro que caiu da mudança", como diz meu pai, e fora o constragimento do rapaz (que é inocente até que se prove o contrário), que afirma que não recebeu nada, já está uma situação super chata com o condomínio "instituição", visto que o síndico e o subsíndico também já foram colocados a par da situação e está todo mundo no estresse.

A Submarino me informou que o pedido seria re-enviado caso se confirmasse que foi entregue par outrem identificado como "desconhecido" (que coisa mais paradoxa essa última frase), mas agora que isso foi confirmado, estão no lenga-lenga danado de enrolação e EU QUE VOU FICANDO CADA VEZ MAIS DECEPCIONADA com a companhia!

QUERO MEU PRODUTO E NÃO QUERO ENTRAR NA JUSTIÇA, mas está complicado!!

sábado, setembro 24, 2011

Eu gostar de você e você gostar de mim não te faz minha amiga.
Da mesma forma, você não ir com a minha cara e nem eu com a sua não te faz minha inimiga.

Sabe aquela frase que diz "pega mas não apega"?
Devia haver uma versão disso para amizades também.

Não é só porque você gasta um tempo da sua vida com pessoa X que você tem que se envolver emocionalmente com ela. E também não precisa tratar mal só para evitar contato mais profundo ou ignorar.

Eu estou dizendo por causa da Dança do Ventre. Eu vou lá e faço a aula, mas eu não me envolvo emocionalmente com as meninas. Eu gosto de dançar, dou muito risada na aula, a gente fica conhecendo pessoas novas, fico feliz e tenho momentos felizes e ponto, parou aí.

As pessoas tem dificuldade de separar amizade, coleguismo, conhecimento e parcerias por ocasião/necessidade/acaso. Se envolvem demais, eu acho. Elas vão se envolvendo e criando expectativas, colocando todos os tipos de relacionamento na sessão "amizade" e depois ficam decepcionadas e frustradas porque o retorno não é o esperado.
 
Isso tem acontecido na minha Dança do Ventre. Algumas dass meninas lá levam tudo a ferro e fogo - esperam muito de relacionamentos que são apenas parcerias ocorridas ao acaso, tratam-nas como amizades verdadeiras e depois ficam chorando as dores, claro, pois não sabem separar as coisas.
 
Eu dificilmente me aborreço com qualquer pessoa porque dificilmente a maioria das pessoas me interessa e/ou me afeta em qualquer coisa. Eu muito raramente me meto em confusão, fofoca, intriga simplesmente porque I DON'T CARE.  
 
Agora me aborrece é ficar num ambiente assim, de pessoas que se envolvem então ficam ofendidas por tudo que se faz/fala. Odeio que fiquem magoadinhos comigo e não falem COMIGO. Odeio que fiquem magoadinhos com outrem e falem COMIGO - porque não falam com a pessoa? Cara, eu gosto de você e você gosta de mim, a gente dá risada junto e se eu falar ou fizer qualquer coisa que você não gostou, ou FALE comigo ou DEMONSTRE que está chateado, pois eu não tenho a menor sensilibidade para adivinhas nem para indiretas. Da mesma forma eu farei igual, se não gostei  de algo vou e falo e resolvo logo a questão, mas, como já disse, dificilmente alguém me ofenderá - ainda que tente, simplesmente porque, se eu não te encaixei na casa das "amizades", o que vier de você de bom é lucro, e de ruim eu ignoro e na maioria das vezes nem mesmo percebo, visto que não me importa.
 
NÃO, EU NÃO BRIGUEI COM NINGUÉM LÁ, mas eu vejo as confusões e dramas das pessoas e me impressiono em como as pessoas gastam tempo e se desgastam por conta de coisas para as quais elas deviam não ligar e nem precisavam ligar.
 
Eu fico com pena da professora, que tem que lidar com isso toda hora, coitada, ninguém merece. Eu que pago para estar lá acho chato, imagina ela que ainda por cima trabalha com isso!
Não sei se como sou professora também vejo tudo de outra forma e consigo separar melhor as coisas... (e até seja por isso que eu seja professora, rs... ) mas... imagina se eu me envolvesse emocionalmente com todos os meus alunos e tudo o que viessem a falar ou fazer me abalasse? Que inferno! A minha vida ia ser uma exaustiva gangorra de sentimentos e frustrações!
 
Eu gosto dos meus alunos, dos meus colegas de trabalho, dos grupos de cursos ou lugares que eu frequento eu gosto de muitas pessoas mais, independente delas gostarem de mim ou não. Eu gosto delas e as trato bem e com educação, as considero e as dou atenção da melhor forma possível, mas não quer dizer que sejam minhas amigas, e a vida é tããããão simples. Você é legal com as pessoas, elas com você. Problema apareceu? Resolve o problema, volte tudo como antes, ponto. Precisa mais do que isso?
 
Eu não me envolvo tanto assim e nem tão fácil assim. Eu tenho pouquíssimos e seletíssimos amigos - acredite, se algum dia eu te falei que você é meu amigo(a), você é mesmo e eu te adoro de graça, pode contar comigo quando precisar - só não me sufoca, que eu sou muito na minha e não suporto gente grudenta. Também não tenho saco para quem mal me conhece e já me considera super amiga, gente que se faz "amiga íntima" logo de cara, gente que força a barra.
 
Amizade não é dificil. Relacionamentos não são difíceis.
A vida só é tão difícil quando você faz com que ela seja.

sábado, setembro 17, 2011

A crise dos 25 anos

Isso eu li pela primeira vez numa matéria da Nova, a revista feminina mais machista do mundo, cheia de inutilidades que eu adoro e leio todo mês, rs...

Mas ai eis que a parada não é tão inútil, a tal da QuarterLife Crisis - A Crise dos 25 Anos, é coisa séria.

Eis que, quando você chega aos 25 anos, como se já fosse o suficiente a terrível sensação de que o tempo tá escoando pelas mãos e as suas próprias cobranças sobre seus sonhos e metas, ainda tem os outros que ficam o tempo todo te questionando sobre o que você vai fazer da vida. Família, amigos, colegas de trabalho, todos te cobrando alguma coisa e te fazendo você ficar um pouco mais doida e preocupada.

Alguns sintomas seriam:  
  • Confusão de identidade. CHECK
  • Tédio com interações sociais.
  • Viver sem liberdade financeira.
  • Decepção com o seu emprego. CHECK
  • Gastar muito dinheiro com bobagens. CHECK
  • Re-avaliação de relacionamentos pessoais.CHECK
  • Perda de proximidade com amigos antigos. CHECK
  • Insegurança em relação a um futuro próximo. CHECK
  • Insegurança no que diz respeito a suas realizações. CHECK
  • Tendências de se apegar fortemente a suas opiniões.
  • Nostalgia com universidade, escola de ensino médio. CHECK
  • Um senso de que todas as outras pessoas estão melhores do que você.
  • Insegurança no que diz respeito aos seus projetos de longo-prazo, projetos de vida. CHECK
  • O salário no fim do mês é a única coisa que faz você levantar da cama para ir trabalhar. CHECK
  • Apesar do ótimo currículo, vida sexual animada e de dinheiro no banco, você não está feliz.
  • Frustrações com relacionamentos, o mundo de trabalho e encontrar um bom emprego e carreira.
  • O sentimento de “não ser bom o suficiente” porque a não consegue encontrar um emprego dentro de seu nível acadêmico/intelectual.

Oh God, então eu estaria com crise dos 25 anos?
 
Eu sempre que leio essa Nova, me pergunto: Quem são essas mulheres que estão nessa revista? Eu devo ser um ET, porque todo mundo no "mundo cosmopolitan" já conquistou carreira, viagem, sucesso, amor e todos os seus sonhos antes dos 25. A única coisa que me faz acreditar que a crise dos 25 anos existe é a ler a Nova, rs...
 
Se você já resolveu a sua vida e já fez e aconteceu antes dos 25 anos, cara, DEITA NA COVA! Se você já alcançou tudo o que tinha que alcançar e já descobriu a resposta para suas perguntas, se você não está questionando seus relacionamentos, seu trabalho, sua vida e tudo mais em geral, na boa, porque você está nessa vida? Acho que você só tem porque viver por estar sempre querendo algo a mais, fazer mais, viver mais, saber, conhecer e entender mais, só para fazer mais perguntas ainda...

Todos os meus amigos que estão na casa dos entre 24 e 26 estão tranquilos, mas nenhum é casado, nem bem sucessido, nem já fez e aconteceu. Todo mundo é mais ou menos recém-adolescente, meio despreocupadamente preocupado com o futuro, todo mundo de crise e todo mundo na boa...

Whatever Crise dos 25 Anos seja, eu acho que o lance o inferno astral ainda é mais efetivo do que ela, rs... Eu aqui nas vésperas dos meus 2.5 e ainda tenho que achar que estou em crise? Hehehe isso é coisa para vender livro de auto-ajuda!

quinta-feira, setembro 15, 2011

A REGRA DOS 15 ANOS - FILMES

.
Alerta de Post Nerd!

A Regra dos 15 anos prega que, se você assistiu qualquer coisa antes dos quinze anos E GOSTOU, é provável que esta mesma coisa, se re-assista, caia muito de nível, pois antes dos 15 anos ninguém tem capacidade de discernir coisa nenhuma e seus gostos são tão bizarros e escrotos quanto a maioria das coisas que você amou. Caso você tenha se apaixonado por um filme antes dos 15, não reveja, não quebre o encanto mítico estabelecido nos primeiros anos da sua vida!

Inspirada do Podcast homônimo pelo Jovem Nerd, faço aqui a minha listinha do que passa e do que não passa na regra, para mim. Vou tentar dar só exemplos de clássicos anos que vi, a maioria dos quais vão dos anos 80 até 2003 - bons tempos de sessão da tarde!

Detalhe: Geeeeente, tô velha esse ano vai fazer 10 ANOS que eu tive quinze anos!

PASSAM:

Os Goonies
Highlander I
Karatê Kid I
Mary Poppins
Forrest Gump
O Sexto Sentido
Coração Valente
Quero ser grande
Meu Primeiro Amor
Indiana Jones (todos)
Curtindo a vida adoidado
Ilha da Garganta Cortada
Uma Babá Quase Perfeita
Exterminador do Futuro II
O Milagre veio do Espaço
De Volta para o Futuro (todos)
Star Wars (os 3 primeiros, no caso)

Clássicos Disney (que deveriam ser uma categoria a parte!):
Tarzan
Hércules
Pocahontas
O Rei Leão
A Bela e a Fera
O Corcunda de Notre Dame

NÃO PASSAM:
(* Mas não digo que não, vejo, se estiver passando - abafa!)

E.T.
Duna
A Lenda
Top Gun
O Cristal Mágico
Soldado Universal
Edwar Mãos de Tesoura
De volta a Lagoa Azul

Elvira, A Rainha das Trevas
Um Príncipe em Nova York

NÃO SEI SE PASSAM:

Lassie
Selena
Coccum
La Bamba
Dirty Dancing
Feitiço de Àquila
Viva, a Babá Morreu!
Caravana da Coragem
Willow na Terra da Magia
Baby, o Porquinho Atrapalhado
Quem vê Cara Não vê Coração

NÃO PASSAVAM NEM ANTES DOS 15:

Rambo
O Peste
Tubarão
Top Gang
Bettlejuice
Clube da Luta
Máquina Mortífera (s)
Um Morto muito Louco
Nenhum dos "Alien"
Nenhum d'Os Trapalhões
Todos aqueles tosquíssimos da Madonna!
A Fantástica Fábrica de Chocolates (o original - e também não curti o novo)

O REVERSO DA REGRA:
(Antes dos 15 não gostava, mas agora gosto!)

Yentl
Rocky 1
Ben-Hur
Excalibur
Filadélfia
Rain Man
Os suspeitos
Inimigo Meu
O Nome da Rosa
O Mágico de Oz
A Noviça Rebelde
Planeta dos Macacos - o primeiro original


Claro que tem muuuuuuito mais raça de filme a serem incluídos nessa lista, afinal 15 anos de filme é filme para caramba, ainda mais considerando que eu sempre adorei ver filme. Queria ter feito ou uma lista mais completa (o que é impossível) ou uma lista mais suscinta (o que é exigir demais da minha prolixidade), então vou parando por aqui visto que já estou fazendo esse post a 1 hora - o critério fica sendo este, então: todos os filmes que eu consegui lembrar nesse tempo, enquanto escuto o Nerdcast do tópico!

 E claro também que tem muito filme que não passaria na Regra pós 15 anos também! Mas isso é para outro post! E vocês, quais filmes passam na Regra dos 15?

... ... ...

* Grifado de Amarelo = Medalha de Ouro na categoria!

segunda-feira, setembro 12, 2011

Ouvidora de história

Eu sempre tive a impressão que, além de gostar de ler, também adoraria que lessem para mim. Eu sempre gostei de ouvir histórias.

Minha vó contava histórias para mim, todas elas eram a história de alguma "Chapéuzinho". A história da Chapéuzinho Amarelo, Laranja, Azul, Verde, Rosa, Lilás, Branco, Preto, Marrom, Cinza, Arco-Íris, Branco-com-bolinhas-sei-lá-que-cor, Cor-tal-com-detalhe-de-outra-cor-tal, e assim foi. Eu me lembro vagamente de alguns enredos, mas o que eu me lembro vividamente é que eu adorada ouvir a história.

Eu sou uma péssima leitora hoje em dia porque eu não tenho tempo para ler. A pilha de livros que eu já comprei e ainda não li já está quase chegando no 15º volume. Poderia estar lendo agora, mas estou aqui escrevendo - outro hobbie para o qual eu tenho pouquíssimo tempo também.

Eu morro de vontade de reler vários livros que me marcaram mas, se eu mal tenho tempo para as novas histórias, quanto mais para as histórias que eu já vi. No entanto é quase como dizer "eu não vi meus amigos velhor porque nem pros novos tenho tempo", ou seja, uma blasfêmia, praticamente! Mas a realidade é cruel e não é assim que as coisas acontecem... pelo menos os amigos eu ainda consigo ver, mas os livros... ai, os livros são um caso sério.

Quem me dera ter tempo de reler...
Quem me dera que alguém pudesse contar para mim histórias de novo...

Mas peraí!!! Para tudo! Essa é a solução... Alguém já teve esse idéia e eu posso me aproveitar dela. Afinal para que que os AUDIOLIVROS estão aí? Ok, eu sei que é para os cegos, mas eu que posso ver mas não leio, posso usar esse recurso. Afinal eu tenho escutado podcasts adoidado, então porque não livros também??

Então eis que baixei uns audiolivros para mim. Baixei em inglês, os originais de vários livros que eu já li. Não poderia ter sido melhor, porque:

1) O Audiolivro não te prende. Eu já li aquela história e já tenho idéia do que vai acontecer, então eu posso fazer outras coisas ao passo que se estivesse lendo teria que estar 'parada' me dedicando a isso. Agora posso dedicar esse tempo 'parado' só para os livros novos e escutar os velhos onde e quando bem entender, ou seja, consigo conciliar os amigos novos e velhos!

2) O audiolivro eu consigo usar no ônibus. Eu não consigo ler em veículos em movimento - me dá enjôo. Sempre me entristeci por passar minutos sem fim na inutilidade do trajeto casa-trabalho-casa sem nada para fazer, mas não mais. Esses minutinhos se tornaram minutos sagrados e cheios de felicidade!

3) Eu não consigo ler nada POR PRAZER em inglês, para mim não tem prazer nenhum, minha cabeça entra no "modo trabalho"e eu perco a paciência. Mas escutar eu absolutamente não me importo. Eu curto, até. Legal ver a história que já li em português agora no original.

4) O audiolivro é lido por pessoas que sabem ler. Podem fazer as vozes dos personagens diferentes, podem dar a entonação certa... cria um clima. É muito legal.

5) Reler um livro é totalmente como se apaixonar de novo pela mesma pessoa. Você sabe o fim, mas mesmo assim... AH... quem se cansa se beijar o namorado ou de abraçar o amigo? Não existe isso! Você não lê o livro, você "se lê" no livro, como me disse um professor certa data, e isso é pura verdade. Você entende coisas diferentes, vê coisas com profundidades, relevâncias e perspectivas diferentes - a história é quase nova outra vez... é muito bom.

* No momento estou ouvindo AS BRUMAS DE AVALON... Aiaiai dessa vez eu estou muito mais para Kevin O Bardo do que para Lancelot...

* Já baixei Harry Potter, tudo de Tolkien e mais muito de Marion ZB, e também da Diana Gabaldon - e baixarei muitos mais audiolivros!

sexta-feira, setembro 09, 2011

Nova Ouvinte

Estou numa fase muito "auditiva"... rs...

Isso quer dizer que estou escutando um monte de coisa, óbvio, mas que coisas são essas é o que eu quero falar!

Eu nunca achei que fosse na minha vida ter paciência para isso, até já tinha desdenhado e feito maus comentários sobre esse tipo de mídia antes, mas agora que comecei a experimentar, estou curtindo muito.

Estou falando de PODCASTS, em primeito lugar.

Um podcast para quem não esteja sabendo é uma espécie de programa de rádio gravado, sobre algum assunto aleatório ou temática específica, dependendo pode ser monólogo, conversa, entrevista, enfim, todos os tipos de comunicação oral.

Há anos já sabia da existência desse tipo de coisa mas nunca me interessei. Nunca tinha passado pela minha cabeça que poderiam haver alguns com assuntos que me interessassem, para mim sempre houve o pensamento que era uma coisa ou educativa ou relacionada sempre a notícias, uma coisa meio como escutar CBN junto com o meu pai no carro. Tá que há muitos anos eu não me importo de escutar CBN, me dou conta que pelo contrário, eu até acho legal, e eu curto ver jornal, ou telejornal e ficar sabendo das coisas, mas ainda assim podcasts nunca haviam despertado minha curiosidade.

O primeiro que eu descobri foi o Nercast, do já mencionado site Jovem Nerd no último post, o podcast dos meus novos "bests" - esse é sem dúvida o melhor de todos! 

Por descrição própria:

"O Nerdcast é o primeiro podcast totalmente nerd do Brasil. Criado em março de 2006, o Nerdcast é um papo bastante informal entre os criadores do site Alexandre Ottoni e Deive Pazos, e convidados variados. Eles conversam sobre os mais derivados assuntos do mundo nerd: filmes, tv, quadrinhos, história e literatura. No entanto, o desafio do podcast é manter o foco, pois quando o besteirol toma conta, nem convidados, nem apresentadores, nem ouvintes conseguem conter suas gargalhadas."
 
Apesar do nome e da explicação, não se trata de um podcast apenas sobre coisas nerds, mas sim de um podcast sobre inúmeras coisas e que coincidentemente feito por nerds. É muito bacana. Vários temas, os mais diversos assuntos, entrevistas também, discussões de todas as coisas nerds e não-nerds. Tem dois 'apresentadores' fixos e outros amigos destes e convidados que estão sempre aparecendo, é uma "conversa de bar" muito interessante. Tem podcast para tdos os gostos e eles já lançaram mais de 250, dos quais eu já ouvi uma porrada. Sério. Fui nos arquivos e baixei e escutei já beeeeem mais do que a metade. Dou MUITA risada com esses caras, que são comédia total. Esbarrei por acidente e confesso que relutei para escutar, mas como queria muito na época escutar a entrevista do Eduardo Spohr, autor de A Batalha do Apocalipse, baixei e encarei e antes que me desse conta já tinha baixado enlouquecidamente um monte de outros e gasto hoooooras escutando e rindo sozinha - quer dizer, rindo com eles. Viciei!
 
Outro que eu descobri depois que tornei-me ciente que deveriam haver muitos mais que eu vou gostar foi o RAPADURACAST, do Cinema com Rapadura.
 
 
 
Por eles mesmos: "Criado em 2006, o programa tem o objetivo de trazer semanalmente uma conversa [discussão] sobre a cultura pop. Os temas vão desde os principais lançamentos de cinema, as adaptações de quadrinhos, os principais games do mercado e os grandes livros lançados. Sempre com bom humor e convidados espalhados por todo o Brasil, o RapaduraCast é um podcast que já faz parte da vida de muitos cinéfilos. Você nunca ouviu um papo sobre cultura pop dessa forma. Divertida, com sinceridade, fácil de compreender e em vários casos, emocionante. Uma grande particularidade é a nacionalidade do casting. Tem gente do Norte a Sul do país. O mais importante é que além de mostrar uma variedade cultural, podemos demonstrar um pouco da experiência de cada um. Assim, ouvintes de todo o Brasil podem se sentir representados."



Esse é majoritáriamente sobre filmes e o mundo do cinema, e é muito bacana também. Os caras são divertidos e entendem muito do assunto. Só escuto os sobre filme que já assisti, mas eles publicam direto, pena que eu não consigo ver tanto filme assim!
 
Não poderia deixar de ter encontrado um podcasts sobre literatura, claro. Este é, por sua vez, o PAPO NA ESTANTE, do site O Nerd Escritor.
 

Este não tem descrição própria então vai ter que contar só comigo! É sobre livros, sobre autores, sobre gêneros literários, sobre como escrever, sobre como ser escritor, sobre tudo relacionado a literatura que você pense. É muito pertinente nuns aspectos mais teóricos, é feito por uns caras que sacam mesmo do assunto e é uma pena que não sejam semanais como os supracitados! Mas os que foram lançados são excelentes.
 
E fechando, o Escriba Café, poscast do site homônimo, produzido por Christian Gurtner.

 
"O Escriba Cafe está no ar desde 2005, produzindo conteúdo em texto, áudio e vídeo e o disponibilizando gratuitamente para o público em geral. Idealizado e produzido por Christian Gurtner, o website foca em temas históricos, proporcionando aos leitores/ouvintes, momentos de cultura, entretenimento enriquecedor, refexão e, por que não, de aprendizado (muitos professores de universidades e escolas utilizam os episódios do Podcast Escriba Cafe ou os recomendam aos seus alunos). Mistérios, curiosidades, a mente humana e lugares não muito conhecidos, porém interessantes, também são tratados no website. O foco do Escriba Cafe é a pesquisa, a refexão e o incentivo à cultura geral e ao conhecimento. Além disso, o Escriba Cafe busca sempre novas formas de interação com seus ouvintes/leitores." 
 
Esse também não atualiza sempre, mas é se uma qualidade espetacular. Altíssimo nível. A escolha dos assuntos, a forma como são contados e a trilha sonora são primorosos. O site também tem diversos artigos interessantes, mas o podcast é interessantíssmo, é teatral, é bem diferente.

Já estava com vontade de fazer esse post ao maior tempão, mas só agora rolou!! Eu recomento muito esses podcasts e espero que vocês escutem também!!

quarta-feira, setembro 07, 2011

Jovem Nerd

Eu encontrei "velhos amigos" que eu sempre quis conhecer. Pena que eles não me conhecem. Mas o fato certo é que eles estão fazendo parte da minha vida de uma forma bastante intensa e interessante. E eu estou com eles mais do que que estou com qualquer ums dos meus outros amigos, para falar a verdade. Pode até ser patético o que eu vou falar nesse post, e se alguém me falasse o que eu vou dizer eu muito provavelmente acharia, de fato, patético, mas por mais incrível que pareça - eu não me sinto "loser", eu sinto que encontrei pessoas que estavam faltando na minha vida!

Pena que essas pessoas são só um bando de blogueiros que eu nunca vou conhecer!

Essas pessoas são os caras do Jovem Nerd.



Eu me dei conta de que na minha vida nunca tive pessoas nerd que nem eu.

Nem a minha avó, com quem sempre discutí os livros que lemos; nem a minha mãe, graças a quem eu soube da existência e assisti vários filmes clássicos incomparáveis que eu vim a adorar; nem meu pai, com quem discuti vários documentários que assistimos (também com a minha mãe); nem os meus amigos que gostam das mesmas coisas que eu - não são muitos, também.

Ninguém é que nem eu, que gosta de tudo, que gosta de aprender e debater de tudo, que quer conversar de todas as coisas e que pode conversar sobre tudo, que entende considerávelmente de vários assuntos diversos e desconexos ou pelo menos o suficiente para levar uma conversa por um longo tempo.

Eu já me peguei várias vezes monologando com vários amigos a respeito de algo, contando alguma história, alguma coisa de História, Literatura, Ciência, Astronomia, enfim, só eu falando. Algumas vezes já me foi dito que a 'paixão' com que eu falo das coisas é impressionante, mas são poucos que compartilham a mesma, e dificilmente a mesma pessoa reúne todos os assuntos que eu gosto.

Esses caras não. Esses caras sempre me surpreendem por gostarem de tudo o que eu gosto, além de coisas que eu ainda não experimentei mas sempre tive vontade, e com eles, sou eu que fica ouvindo "alguém falar apaixonadamente" sobre algo que me interessa, fazendo piadas e referências que eu adoro e que só alguém nerd como a gente entenderia.

Eu me dei conta de que não dá para fugir - eu gosto de ser nerd.

Gente, eu gosto. Eu gosto de papo Nerd. Papo Nerd não é só aquela coisa estereotipada, restrita, sem sal e que ninguém entende além dos nerds. São só papos normais, a única diferença mesma são as referências de quem está conversando... Eu curto um monte de nerdice e por mais que já possa ter dito que não é bem assim, o fato é que É bem assim, sim, eu curto essa coisa de saber, de saber mais, desse mundo de conhecimento e coisas e assuntos que é ao mesmo tempo à parte do mundo real e também super dentro dele.

Eu me dei conta de que eu nem sou tão nerd assim!

Eu sou até um tipo light de nerd. Por mais que eu pareça bem mais do que qualquer um que eu conheça, a verdade é que eu sou pouco nerd em comparação com tantos nerds-hardcore que estão por aí, rs... As pessoas que acham que eu sou nerd não sabem o que é nerd, em comparação eu estou mais para "pessoa 'normal' que gosta de nerdice"... Eu acabei vendo um mundo de gente que é que nem eu e que é ainda mais nerd, rs... Difícíl é entender como, num mundo tão cheio de gente como eu, calhou de eu nunca esbarrar com ninguém assim pessoalmente!

Bom, por isso digo que eu encontrei quem sempre procurei e estou muito feliz! Nunca vou conhecer esses caras, mas fico satisfeita de poder estar com eles todas as sextas-feiras, com o Nerdcast, mas isso é para o post que vêm...

segunda-feira, setembro 05, 2011

Inferno Astral

Começou ontem o meu Inferno Astral!

"O período conhecido popularmente como 'Inferno Astral' é o mês que antecede o aniversário de alguém. Nesta época, muitas pessoas acreditam viver momentos de angústia, depressão ou até mesmo azar, atribuindo as turbulências a alguma configuração astrológica misteriosa.
(...)
Nessa época, a cada ano, você fica mais sensível e precisa se dar a si mesmo(a) mais atenção. Durante essa fase, recomenda-se fazer um balanço de sua vida e quando se deparar com problemas, esforce-se por resolvê-los.
(...)
 As pessoas acreditam que muitas coisas costumam não dar certo nessa época, fazendo com que turbulências e conflitos fiquem mais evidentes."

 
Astronomicamente falando, o IA nada mais é do que o final do ciclo Solar em que você se encontra, e o recomeço do próximo a começar. Cada aniversário que fazemos marca o primeiro dia da repetição do ciclo do Sol, que chega exatamente ao ponto em que estava no momento em que nascemos.

Astrologicamente falando, a vida é esse ciclo, que a cada ano é retomado, que a cada ano morre e renasce - e o seu IA é o período de quase-morte, e, ao mesmo tempo, a preparação do renascimento. Fala-se nos percalços que muitos de nós passamos durante esses 30 dias pois o final de qualquer ciclo é desgastante, pois com o tempo as energias vão se esgotando. Da mesma forma que, como após esse final haverá o reinício, esses 30 dias também são dia de metidação, de análise, de projeção de expectativas e de preparação, e toda preparação é difícil.

Julianicamente falando: Chega logo aniversário, você é o dia mais legal do ano, por isso que 30 dias antes de você chegar eu já estou contando os minutinhos! Claro que em comparação com você, todos os dias são sem graça, mas especialmente os 30 de expectativa antes! Mas que droga que o meu niver cai numa terça esse ano!!

* O meu IA coincide com o IA do meu blog, cujo niver é 23 de setembro - será que é por isso que nesse época do ano eu sempre posto quase nada?



* Eu acredito que o Inferno Astral é para cada pessoa o momento de ver, mas uma vez, o que você errou ou acertou nos últimos 365 dias do "seu ano". Então ter um IA ruim ou bom depende da conclusão que você deu para o que estabeleceu para você mesmo no seu aniversário passado. Eu não custumo ter um IA muito bom - fato. Talvez devesse ter metas diferentes? Enfim, eu acho que o perído entre o meu niver e o Natal/Ano Novo é um tempo de grandes feitos e normalmente é o perído que eu mais gosto e ao mesmo tempo odeio do ano, mas fatualmente o mais produtivo. E eu AMO o meu aniversário!!

sábado, setembro 03, 2011

Corpo

Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico:

O resfriado escorre quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.

O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade quando a solidão dói.

O corpo engorda quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.

O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.

A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta quando o orgulho escraviza

O coração enfarta quando chega a ingratidão.

A pressão sobe quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.

Preste atenção!

O plantio é livre, a colheita, obrigatória ...
Preste atenção no que você esta plantando, pois será a mesma coisa que irá colher!!


Então as doenças que eu tenho foram todas justificadas...

Mas e essa infecção de rim que eu tive semana passada e me fez parar no hospital, qual terá sido a causa?