sexta-feira, março 30, 2012

Sem saco

Tô sem saco para blogar. E por enquanto tenho dito.

sexta-feira, março 16, 2012

Wyrd bið ful arcæd


A antecipação das coisas cada vez mais me deixa irritada.

Mal saiu o Carnaval e nego já lotando tudo quando é loja, venda, vitrine, padaria, farmácia, mercado, lanchonete, camelô, letreiro, outdoor e comercial de coisas de Páscoa. Ovos de Páscoa já estão atulhando os corredores e estantes de todos os comércios onde costumam ser encontrados. Pô, eu acho que isso é um puta exagero de antecipação.

Outra coisa que vem muito antes da hora é a moda inverno. Você vai andando pela rua escorrendo, desidratando, suando em bicas, aguardando o relento de um ambiente refrigerado, sem nenhuma nuvem no céu e nemhum sopro de vento a correr, só se depara com vitrine encapotadas, escuras. Cara, na boa... Estamos na época do ano na qual nos perguntamos se algum dia nas nossas vidas voltaremos a sentir frio, se questiona se você realmente vai sobreviver ao calor, e nego te enfiando casaco, bota, blusão, tudo pesado e quente, goela a baixo.

Não te deixam viver as estações, não te deixam viver cada época do ano em seu momento... Essa contante precocidade encurta cada vez mais o ano e me dá uma sensação de impotência tão grande... O tempo já é implacável por si só, ele não para, não perdoa, continua a passar inexoravelmente e não precisamos tentar passar a frente dele - é simplesmente estúpido tentar. Ele começou a ser contado muito antes da gente e vai continuar a rolar initerruptamente quando já não estivermos aqui para contá-lo! Deixem-no correr naturalmente, deixem que as coisas tenham seus ritmos corretos!

Para mim essa estratégia de marketing dá nojinho e desvaloriza as celebrações totalmente, e eu estou cada vez mais na contra-mão dessa estrada... Mas isso é assunto para outro post, por enquanto encerro dizendo que eu quero sim comprar um Kinder Ovo Maxi ultra-mega inflacionado porque é o meu ovo preferido, mas só ou comprar na semana antes, e vê-lo pendurado em todas as vitrines com mais de um mês de antecedência não me impulsiona a fazê-lo antes da hora e nem atiça o meu desejo.



"Wyrd bið ful arcæd" = "O destino/tempo é inexorável", Bernard Cornwell. - Minha citação favorita, para mim a melhor frase de efeito de livro de todos os tempos.

sábado, março 10, 2012

Comedores Anônimos


Oi, meu nome é Juliana, e eu sou viciada em comida.


(Agora vocês dizem: Oláááá Juliana!)

Eu sou viciada em comida, mas estou lutando. Faz 1 dia que eu não comi nada além do que poderia ou deveria. Eu sou uma ex-gorda. Faz um tempo que eu venho emagrecendo e finalmente saí da casa dos 60 quilos, pela segunda fez em 6 meses, e dessa vez ficarei fora dessa casa de vez. É difícil, mas eu estou conseguindo, um dia de cada vez. Tem dias que são bons e tem dias que são ruins, mas eu quero dizer para todos vocês que travam essa mesma batalha: é muito difícil, mas não é impossível.

(Agora vocês batem palmas e dão gritinhos de incentivo)

... ... ... ...

Quando você sempre foi gordo na vida, voce vai ser gordo para sempre. Ser gordo não é só uma forma física, um número elevado na balanca; é uma condição, um mal crônico vitalício, uma doença psicológica com consequências físicas - um vício. 


Uma pessoa viciada, depois que bane o uso do seu narcótico, não volta a ser uma pessoa "normal", ela passa a ser uma ex-viciada. Do dia primeiro limpo até o último dia de sua vida, ela vai lutar contra aquilo e aprender a viver e lidar com algumas consequências desse vício. É uma batalha diária. O mesmo acontece com o gordo. O gordo perde peso, mas não perde a gordice - aquele mesmo impulso que o drogado em abstinência tem em relação ao seu tóxico o gordo tem em relação à comida, e isso é algo a ser diariamente enfrentado.

Comida não é uma droga leve. O alcóolotra, o fumante ou o drogado para se livrarem do vício "só" precisam abolir o uso do narcótico. Não que eu ache isso fácil, muito pelo contrário, é uma guerra mesmo parar por completo o uso do que lhe causa o vício. Mas o desafio do viciado em comida é saber que o seu vício é algo indispensável a existência. Você pode viver sem cigarro, bebida e droga, mas sem comida você morre.

O ex-gordo é um fudido. Ele não pode viver sem a sua droga. Ele tem que consumí-la e ainda assim não perder o controle. É uma exigência enorme. É um outro nível de vício, e para mim é pior do que um vício por qualquer droga - você não pode se internar, nem se afastar de tudo e todos que te lembrem ou aproximem do seu vício - você tem que, ao mesmo tempo, conviver pacificamente com ele e batalhar contra ele todos os dias.

Eu sou viciada em comida - eu sou totalmente emotional eater, confort eater, impulsive eater... O meu problema com comida é mental, eu não deveria procurar um nutricionista, e sim um psicólogo, eu sei disso.

Assim como dizem que "você sai da pobreza mas a pobreza não sai de você" (com todo o preconceito que essa frase carrega meeeeeesmo), eu e muitos outros gordos emagrecemos, mas a cabeça de gordo não mudou, só o corpo. Aquele encosto obeso, aquela praga de gafanhotos devoradores que habita seu estômago, aquele espírito de comedor guloso profissional que você tem não simplesmente vai embora junto com os quilos. Ele continua lá - você deixa de ser gordo, mas a gordice não deixa você!

Então, todos os dias eu faço força para não cometer nenhum deslize. Eu me cerco de leituras, fotos, frases motivacionais e pessoas que me incentivem e me catequizem a não vacilar. Eu procuro ao máximo não ter nenhuma bobeira de comer em casa para não cair em tentação. Eu rezo de noite agradecendo a Deus por ter conseguido passar mais um dia sem exagerar, e peço a Ele mais força para o dia seguinte que virá.

Finalmente saí da casa dos 60 quilos e estou muuuuuuito feliz, principalmente porque isso está sendo sacrificante devido ao fato de que, pelo meu problema no pé, não estar podendo fazer exercício (odeio isso!), mas consegui mesmo assim. E agora na casa dos 50 "daqui não saio, daqui nunguém me tira" - nem eu mesma!

sábado, março 03, 2012

Foz do Iguaçu - Final

Para finalizar só LAS COMPRICHAS PARAGUAIAS Y ARGENTINAS (y algunas brasileñas)...


Paraguay:
Bola de Pilates + Tênis Shape-Ups + Bastão c/ elástico (genérico do Gymnastic) + Cintos e brincos prata e dourado para dança do Ventre (ops, faltou os brincos na foto!) + Slide Presenter

Arrentina:
Gloss Coral da Revlon + Primer da Gosh + Balinhas em potinhos lindos coloridos (bala horrível, comprei só pelos potinhos!)

Brazil-zil-zil:
Três mini obeliscos de pedra (verde, roxo e azul) + pendurucalho budista de proteção + blusa das Cataratas (esqueci de botar na foto!)

E encerro dizendo que Foz merece ser incluída nos seus planos de viagem, mas nunca vá de Webjet - êta aviãozinho desconfortável, cacete! Muito Ruim!

sexta-feira, março 02, 2012

Foz do Iguaçu 3

Dois lugares que merecem atenção especial: O Parque das Aves e Itaipu Binacional.

O primeiro quase nem fomos, não esperavamos nada dele, mas foi ótimo. Lugar lindo, os animais, o parque em si... você fica em contato direto com a natureza e é uma delícia de visitar. Muito organizado, vê-se a preocupação real com os bichos e com a flora, foi um passeio surpreendente e empolgante. Até tirei foto com arara e cobra!

O segundo merece aplauso de pé. A usina é fenomenal. Gigantesca. Moderna. Dá um orgulhão enorme de ser brasileiro, mesmo ela sendo metade nossa e metade do Paraguai - e espero que eles se sintam também bem orgulhosos de termos juntos construído essa grandiosidade que foi também eleita uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno. Estamos de parabéns por termos visto essa futuro, investido nele e completado sua conretização de forma totalmente excelente. Além de ela ser uma loucura de grande, ainda tem vários projetos relacionados super interessantes: Museu, Planetário, Refúgio Ecológico, e muito mais.

Não pudemos ver quase nada porque quando chegamos lá os passeios estavam esgotados já. Não tinhamos noção da grandeza do lugar e de quão impressionante era, nem de quantas coisas bacanas dava para fazer lá. Fizemos apenas o tuor panorâmico externo - que já deixa você de boca aberta - e de noite voltamos para ver a "Iluminação Monumental" - todo final de semana eles tem esse atrativo, no qual pode-se ver uma iluminação especial sonorizada da barragem que é muito maneira. Pena que choveu durante esse tuor!

Eu queria ter feito todos os outros passeios, dá para ficar um dia todo lá fácil, fácil e eu super recomendo. É uma atração espetacular, de respeito - fico boba só de lembrar.

quinta-feira, março 01, 2012

Foz do Iguaçu 2

As Cataratas são LINDAS. APAIXONANTES. ABSURDAS. EMBABACANTES. ESTONTEANTES. O volume da água, o desenho das quedas, o barulho, a beleza... MAGNIFICENT. 

O lado argentino desbunda totalmente o brasileiro, é muito mais lindo - mas o nosso lado tem a cachoeira mais famosa (Garganta do Diabo) e é muuuuuuuuito mais organizado, limpo, bem feito. Só temos 25% das quedas e o resto fica com os nossos hermanos, mas o que fazemos com essa nossa percentagem é muito melhor do que o que eles fazem com os 75% deles. 

No BR você tem uma vista panorâmica espetacular das quedas e saltos, fora que é tudo arrumadinho, sinalizado, pavimentado, primeiro mundo total - nem parecia que era verdeeamarelo mesmo! Quem dera todos os locais turísticos nacionais tivessem esse trato e fossem assim!

Na ARG você interage mais com a natureza, dá para chegar mais perto de todos os saltos, inclusive da nossa Garganta do Diabo. É bem um passeio de aventura mesmo, tem várias possibilidades de trilha, todas lindas. O problema é a desorganização, o abandono do parque. Vê-se que o país está quebrado ali. Tanto potencial subutilizado, dá pena. Graças a Deus que o lugar é lindo sozinho e nem o relaxo argentino estraga isso!

Fizemos o passeio de barco - TEM QUE FAZER, não pode ir lá e não fazer! - no lado brasileiro e eu morri de vontade de fazer o do outro lado também. É muito bom. Adoro essas aventuras assim! 

Lá é um lugar que te faz refletir sobre a sua pequenez em face a força e beleza da natureza, que estava ali muuuuuuito antes de você e ainda vai estar lá muuuuuuito depois de todos os seus descendentes partirem desse mundo. As Cataratas do Iguaçu são agora uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo e eu nem preciso me esforçar para dizer porquê.